História

Há mais de 45 anos que apoiamos os nossos Clientes na implementação dos seus Projectos.  Fundada em 1970 por um grupo de engenheiros liderado pelo Prof. Eng. Fernando Vasco Costa, a CONSULMAR tem estado presente nos grandes empreendimentos ligados à sua actividade, crescendo e alargando os seus horizontes geográficos e amplitude de serviços de forma sustentada e consolidada.

1970 – 1980
Fundação em 1970 da CONSULMAR, Consultores para Estruturas e Instalações Portuárias, Lda. Anos de afirmação gradual no mercado, com a participação já em alguns Projectos  de grande dimensão, como o desenvolvimento inicial do Porto de Sines.

1980 – 1990
Mudança do nome para CONSULMAR, Projectistas e Consultores, Lda., preparando um alargamento da actividade para além das obras portuárias. Alteração da composição societária e da estrutura organizativa, adaptando-a à nova fase de crescimento.  Alargamento do âmbito da actividade à fiscalização e gestão de empreitadas, e início da presença permanente nos Açores e em Angola.  Continuação do envolvimento nos projectos e fiscalização do Porto de Sines, elaboração dos Planos Directores  e projectos dos portos de Aveiro, Figueira da Foz, Sesimbra e Portimão e participação nos estudos do litoral, precursores dos POOC; prestação de assistência técnica ao Ministério da Construção de Angola, e participação no Projecto de Desenvolvimento do Sector das Pescas de Angola,; projecto do Porto de Ká-Hó, Macau.

1990 – 2000
Implementação de uma estratégia de crescimento em rede, com alargamento dos sectores de actuação e incremento da actividade internacional, através da constituição da OC, SGPS, S.A., que passa a deter a CONSULMAR, e de um conjunto de empresas: Consulmar Açores (1996), Hidromod (1992), Nemus (1997), Ambigest (1998, Angola), tomada de posição na Norma Açores (1992) e constituição de um escritório permanente em Moçambique (1994).  Participação em projectos marcantes como a ampliação do Aeroporto do Funchal, o terminal RO-RO para a Ford/VW no porto de Setúbal, novos terminais de contentores / “multipurpose” nos portos de Setúbal, Lisboa e Sines, vários projectos e fiscalizações de empreitadas para a EXPO’98, projectos da Marina de Portimão e Marina e Avenida Marginal de Ponta Delgada, e participação em diversos POOC; continuação da colaboração com o Ministério das Obras Públicas de Angola, prestação de assistência técnica ao Governo Provincial de Cabinda, fiscalização da empreitada de reabilitação da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, reabilitação de 10 portos de pesca no Haiti.

2000 – 2010
Consolidação do crescimento, com forte aposta no mercado internacional. Aquisição da Viacanal (2008, projectos rodoviários) e constituição da Consulmé (2006, S. Tomé e Príncipe). Trabalhos realizados para a Argélia, Brasil, Cabo Verde, Congo, Martinica, S. Tomé e Príncipe, Tunísia e Venezuela, para além dos mercados bem consolidados de Angola e Moçambique. Participação em projectos como o novo terminal LNG de Sines, os estudos para o novo aeroporto de Lisboa, o novo Aeroporto Internacional de S. Tomé e Príncipe,  a ampliação do Porto de la Guaira, Venezuela,  o estudo do assoreamento do Porto de Fortaleza, Brasil, seis novos portos de pesca em Angola, Marina de Albufeira, Molhes da Foz do Douro, entre muitos outros.

2010 – ACTUALIDADE

Na presente década, a nossa aposta manteve-se num forte investimento na excelência e renovação dos nossos recursos humanos e na consolidação da nossa posição como empresa de referência da consultoria de engenharia em Portugal, continuando a marcar presença nos Projectos mais simbólicos ou emblemáticos, desde a adaptação da doca de Pedrouços para a Volvo Ocean Race, até à extensão do futuro aeroporto do Montijo, passando pelo novo terminal de contentores do Barreiro ou o terminal Vasco da Gama em Sines.

Continuando a Consulmar a privilegiar o elevado grau de especialização em obras marítimas e costeiras, a abrangência de mercados externos tem-se consolidado, não apenas através de empresas criadas localmente, como também duma forte dinâmica de parcerias estratégicas. Tal percurso consolidou o papel da Consulmar, nos últimos anos, nos seus mercados já tradicionais, como Angola, Moçambique, Cabo Verde ou Marrocos e alargou a sua presença a mercados tão diversos como: Iraque ou Turquia; Gana, Costa do Marfim, Senegal ou Camarões; Colômbia ou Ilhas Virgens Britânicas; Sta. Helena, Timor Leste ou Ilhas Marquesas.

Oferecer aos nossos clientes e parceiros a confiança que o prestígio nos confere continuará a ser o nosso lema.